Por que escrever?

men.escrevendo

 

Há anos atrás eu escrevia, não que isso signifique que eu fazia isso em demasia, mas que eu tinha amor e vontade pelo ato de escrever. Nunca tive prazer em diários, blogs pessoais(rsrs) ou algo em que eu tivesse que ficar presa a realidade do dia…Eu gostava de voar, inventar histórias, criar poemas, contos, ou palavras soltas sem meio ou fim, mas que fossem ferramentas para expressar a criatividade de dentro de mim. Talvez a escrita fosse uma das minhas ferramentas preferidas.

  Eu gostava de me comunicar, falar de mim, ficar horas ao telefone papeando com os amigxs, ver televisão, passar o dia todo ouvindo música, cantando, dançando e atuando em frente ao espelho…ai se o meu antigo espelho pudesse falar, quantos micos e breguices ele contaria ao meu respeito? Às vezes é espontâneidade demais, hahahah!!

  Alguns anos passaram, muitas coisas aconteceram na minha vida, hoje vivo sem tv(ufaa), pouco ouço música, pouco me comunico(comparado com antes), pouco falo o que de fato sinto, pouco danço, pouco atuo, e muito mais pouco ainda escrevo. Os sábios diriam que o pouco faz bem e muitas vezes é mais essencial que o muito, porém eu estou encontrando o meu caminho do meio, e às vezes esse “pouco” me sufoca e minha luzinha interna diminui.

Como sou mãe marinheira de primeira viagem, sou muito curiosa sobre a maternidade, educação, formas de criação etc, então leio muito material na internet e senti de dividir algumas coisas que sinto, penso, aprendo e vivencio, acho justo acrescentar mais material(espero que seja de qualidade) para pessoas como eu que também usam dessa ferramenta como meio de estudo, e me veio internamente a possibilidade de voltar a escrever e de alguma forma trabalhar a minha comunicação, essa que eu sinto que está tão defasada!

Pois bem, escrever é uma arte e aqui quero falar sobre maternidade, a arte da parteria, educação, filosofia, veganismo, agroecologia, receitas(huuum) e outras!!

E você pelo que escreveria??